CONASA

CONASA “Colégio de Nossa Senhora dos Anjos”

Descrição: O “Ginásio de Nossa Senhora dos Anjos”, fundado em 1959, foi o primeiro educandário a oferecer em Bacabal o então Curso Ginasial. Quando começou a oferecer o então Segundo Grau do Magistério e do Científico, mudou de nome para “Colégio de Nossa Senhora dos Anjos”.
Com o surgimento de estabelecimentos públicos de Ensino e a conseqüente diminuição de matriculas, foram desativadas as classes mais avançadas, ficando o Colégio a partir de 1992 com os cursos de Educação Infantil e das classes de 1ª a 4ª Série do Ensino Fundamental.
Com isto, a clientela economicamente mais forte procurou logo de início outras escolas. No entanto, graças aos recursos de doações de benfeitores da Alemanha, foi possível oferecer mais espaço e melhores chances aos economicamente mais fracos de nossa sociedade.
Um passo ainda mais decisivo foi dado no Ano Jubilar de 2000 com a abertura de classes de Educação Infantil em bairros periféricos com um ensino de boa qualidade completamente gratuito. Vale lembrar que estes alunos nos bairros periféricos de Cohabinha, Vila Coelho Dias, Vila Frei Solano, Novo Bacabal e Parque Rui Barbosa usam a mesma metodologia, a mesma farda, recebem o mesmo tratamento como os alunos da sede.
http://http://www.flickr.com/photos/lucasbra/sets/72157624391844502/with/4751306311/
Objetivo: desenvolver uma educação humanista integral, dando preferência aos menos favorecidos; oferecer às crianças de famílias humildes de bairros periféricos uma chance de iniciar a vida escolar de uma maneira alegre e eficiente e garantir-lhes uma educação de qualidade na Educação Infantil e no Ensino Fundamental; orientar o corpo docente para o trabalho participativo, solidário, justo e fraterno.
Bairros: Centro, Cohabinha, Vila Coelho Dias, Vila Frei Solano, Novo Bacabal, Parque Rui Barbosa, Bairo da Areia, Tresidela, Setúbal e outros bairros da cidade de Bacabal – MA
Meta: incluir e manter incluídos 1.096 alunos no processo educativo, evitando a evasão escolar e/ou o semi-analfabetismo.
Gratuidade escolar prevista
No Ensino Fundamental: dos 470 alunos, 55 com gratuidade total, 409 com gratuidade de 50% ou 75% respectivamente;
Na Educação Infantil: dos 626 alunos, 431 com gratuidade total e 187 com gratuidade de 50% ou de 75% respectivamente.
Todas as gratuidades concedidas estão dentro das determinações do artigo 19 da Lei nº 10.260 de 12 de julho de 2000.
Recursos humanos: 1 associado e 58 funcionários
Público Alvo: crianças de 4 a 11 anos e suas famílias
2006 – Matrículas e gratuidades
1.127 alunos matriculados em 40 classes (440 em 16 classes de Ensino Fundamental e 687 alunos em 24 classes de Educação Infantil)
567 alunos receberam gratuidade total (50%)
524 alunos receberam uma gratuidade parcial de 75% ou 50% (47%)
26 alunos receberam a bolsa da Convenção Coletiva (2%)
10 alunos pagaram a mensalidade integral (1%)