Proposta da Pastoral da Educação para Agosto.

(As escolas aproveitem o que lhes parece viável, envolvendo várias disciplinas e/ou a secretaria. Temas religiosos não são pensados para o Ensino Religioso que tem seus próprios subsídios. Tudo é pensado para um trabalho evangelizador em conjunto)

Eu me sinto chamado para fazer o quê neste mundo? Com esta pergunta começa o mês vocacional. Decida os seus dois futuros! Esta é a orientação para cada nova geração. As ofertas são muitas, os dons dos jovens são muitos também.

O que fazer? Como ganhar num trabalho que gosto, o meu pão de cada dia e o de minha família? Tenho condições físicas e intelectuais para isso? Será necessário mudar de residência para uma outra região do meu país?

A segunda pergunta: O que quero ser? Ser homem, ser mulher … Ser single, casado, ser consagrado a Deus? Ser religioso/a, ser ateu? Ser ambientalista, ser consumista, ser capitalista, ser socialista? Também não é nada fácil.

Por isso Deus nos deu tempo e vontade de viver feliz. A idade escolar é um tempo privilegiado de procurar opções viáveis, fazer boas pesquisas e  observar a vida das pessoas de diversas opções profissionais. Uma boa ajuda é também o fascículo: “ Viver é Escolher” de Frei Evaldo, à venda nas paróquias franciscanas e no CEFRAM 99-3621-1420. A escola pode entrar em contato e adquirir alguns exemplares e fazê-los circular

Entre os alunos pelo método: emprestando e recolhendo.

05/08 Dia nacional de saúde.

Na nossa reflexão sobre o maior desafio para esta área ganhou o açúcar. O abuso dele pelas novas gerações faz os médicos do mundo inteiro prever uma grande catástrofe pela diabetes. Nós podemos reagir positivamente ou negativamente a este desafio. A merenda escolar na nossa escola é saudável? O que pode e deve melhorar, por mudanças de quem?

09/08 Dia internacional dos povos indígenas

Podemos comparar a vida de povos indígenas em outros países com a dos povos indígenas no Brasil. Há boa aceitação das pessoas, da cultura? Como está a relação entre eles? Eles conseguem viver em comunidades também com os não-indígenas?

 

13/08- Dia dos pais – Semana da família.

O tema da Semana da Família: “Perdoar para ser perdoado”. Este tema convida para escrever contos, contar experiências, fazer dramatizações, desenhos etc. Podemos procurar este tema nos textos bíblicos e em escritos de outras religiões como também em textos dos nossos escritores, dos jornalistas etc. Pode haver gestos concretos entre alunos que se haviam desentendido.

Muitas vezes o pai é solicitado para aplicar uma pena. Em vez disso, ele pode ter o papel do Pai Misericordioso. Porque podemos dizer: ser pai, ser mãe é uma vocação?

13/08 – Dia do Encarcerado

Quantas cadeias temos na nossa cidade/ município? A capacidade de alojar detentos é de quantos? E quantos têm de fato? Por quê? Fazer visitas a encarcerados com entrevistas junto com professores ou pais. Convidar pessoas da pastoral carcerária para falar com os alunos. Um dos grandes desafios é a reintegração dos delinquentes na nossa sociedade (na nossa rua, entre vizinhos, na mesma turma de estudantes, no mercado do trabalho, nas horas do lazer.

Olhem a CAMPANHA DO REFLORESTAMENTO!  Aos poucos as sementes estão no ponto de serem colhidas e trocadas com outras pessoas.

VAMOS CUIDAR DA NOSSA CASA COMUM

Para download ou para imprimir: CLIQUE AQUI